O TEATRO evelyncdbbr O Nascimento do teatro Foi com os gregos, no final do século VI a C, que o teatro assumiu a uma forma parecida com a que conhecemos



There is document - O TEATRO evelyncdbbr O Nascimento do teatro Foi com os gregos, no final do século VI a C, que o teatro assumiu a uma forma parecida com a que conhecemos available here for reading and downloading. Use the download button below or simple online reader.
The file extension - PDF and ranks to the Documents category.


181

views

on

Extension: PPTX

Category:

Documents

Pages: 1

Download: 27



Sharing files


Tags
Related

Comments
Log in to leave a message!

Description
Download O TEATRO evelyncdbbr O Nascimento do teatro Foi com os gregos, no final do século VI a C, que o teatro assumiu a uma forma parecida com a que conhecemos
Transcripts
Slide 1 O TEATRO evelyncdbbr Slide 2 O Nascimento do teatro Foi com os gregos, no final do século VI a C, que o teatro assumiu a uma forma parecida com a que conhecemos hoje, com divisão de cenas, personagens, conflito e localização Antes ele já era praticado por egípcios, indianos e chineses Curiosidade: Apenas os homens podiam praticar e faziam tanto papeis femininos quanto masculinos Slide 3 O GÊNERO DRAMÁTICO Os textos escritos para o teatro pertencem ao gênero dramático Nele, o autor usa o diálogo entre as personagens para desenvolver o enredo da peça Na Grécia eram classificados em comédia e tragédia Comédia: Texto cômico, caracterizado pela leveza do tema Sua principal função era criticar os costumes socias pelo riso e deboche dos vícios humanos, como a avareza, a falta de caráter ou a necessidade de tirar vantagens das situações Tragédia: Texto trágico, o conflito dramático era centrado em um problema difícil solução, em que o sofrimento decorrente de ações erradas perturbava as personagens Elas só se livravam pela punição ou morte Slide 4 P ARA SE MONTAR UMA PEÇA É NECESSÁRIO : Divisão de cenas: facilita os ensaios da peça e indica as mudanças de cenário e entrada de personagens Rubricas: são frases entre parênteses;indicam as ações/emoções das personagens Personagens: são as condutoras da história Conflito: a partir dele se cria o enredo da peça teatral, é sua trama central Localização: indica onde e quando a história está situada Slide 5 PROFISSIONAIS Diretos/encenador: responsável pela direção do espetáculo, orienta os atores e os demais profissionais que trabalham Dramaturgo: escreve a peça Cenógrafo: cria os cenários utilizados na peça Figurinista: desenha os figurinos e coordena o trabalho das costureiras Maquiador: responsável pela caracterização dos atores (físicas e psicológicas) Sonoplasta: escolhe as músicas e os sons do espetáculo Ex: porta se abrindo Iluminador: Cria o projeto de luz do espetáluco, ajudando a estabelecer o clima emocional da cena Slide 6 T EATRO REALISTA – B RASIL Ariano Suassuna e o Movimento Armorial Ariano Suassuna nasceu em João Pessoa – PA em 1927 Em 1942, mudou-se para o Recife – PE e entrou em contato com várias tradições da cultura popular Em 1970, dirigiu o Movimento Armorial, formado por artistas e escritores nordestinos O objetivo do movimento era valorizar a cultura popular do Nordeste brasileiro e divulgar expressões artísticas como a literatura de cordel, a xilogravura, os espetáculos populares e o mamulengo (teatro de bonecos) Curiosidade: A palavra armorial refere-se a brasões, bandeira típicas de um país ou de um povo Vídeo: Auto da Compadecida - http://wwwyoutubecom/watch?v=SsPgkmDqbd4 Slide 7 M ÉTODO REALISTA - C ONSTANTIN S TANISLAVSKI O russo Constantin Stanislavski foi um dos fundadores do Teatro de Arte de Moscou (1898) Sistematizou um método de intrepretação teatral baseado no realismo e no processo psicológico das personagens Para ele, o ator deveria partir da biografia da personagem, se seu comportamento e das circustâncias da ação para criar uma interpretação o mais realista possível Por meio da memória emotiva, o ator deveria lembrar de uma experiência pessoal próxima e a partir dela, desencadear a emoção semelhante na personagem Slide 8 S URREALISMO E O T EATRO O alemão Bertolt Brecht (1898-1956) foi um dos dramaturgos que mais influenciaram a produção teatral do século XX, inclusive brasileira, ao abandonar a tradição cênica realista O movimento surrealista inspirou alguns dramaturgos, merecendo destaque Samuel Beckett (1906-1989) e o romeno Eugène Ionesco (1912-1994) a criar peças nas quais o realismo das situações fosse abolido e a linguagem se desconstruísse por meio de diálogos ilógicos e personagens estranhas Esse movimento recebeu o nome de teatro do absurdo Ex: texto da pag 19 Vídeo: A Cantora Careca - http://wwwyoutubecom/watch?v=8gcCUaNod9k Slide 9 Fonte: Texto - Sistema Uno Vídeos – Youtube Imagens - Google







Recommended